Não tenha medo de chorar

Certos filmes te pegam de jeito, por mais que você saiba exatamente tudo que irá acontecer. Pouco importa conhecer as construções narrativas, a linguagem cinematográfica ou a disposição dos elementos dramáticos no roteiro. Filmes assim te dominam, independente da qualidade.

Lion Uma Jornada para Casa é um desses filmes. Montado como um evidente tearjerker – histórias feitas com o intuito de fazer o espectador chorar –, a obra do diretor estreante Garth Davis é uma daquelas peças que, por mais convencionais que sejam, conseguem prender a atenção do espectador médio e faze-lo se interessar por tudo que acontece em tela.

Grande parte desse poder que Lion tem de prender o espectador vem do indicado ao Oscar para melhor ator coadjuvante, Dev Patel (Quem Quer Ser um Milionário, 2008). Tendo seu talento já posto à prova em filmes como o recente O Homem Que conheceu o Infinito (2015) e séries como a preciosa The Newsroom (2012-2014), Dev Patel é um poço de carisma, que conquista o espectador a cada sorriso.

Além de Dev Patel, Lion conta com atuações certeiras de Nicole Kidman (também indicada para melhor atriz coadjuvante), Rooney Mara e David Wenham, todos com personagens interessantes e que movimentam a trama de forma funcional. No filme, Dev Patel/Sunny Pawar é Saroo, menino indiano que se perdeu em uma estação de trem em Calcutá, sendo adotado, após passar por várias agruras, por uma família australiana.

Anos depois, porém, Saroo mostra-se incapaz de superar o acontecido, o que faz com que ele se utilize de ferramentas como o Google Earth para tentar localizar sua antiga família. A história é adaptada do livro A Long Way Home, escrito pelo próprio Saroo Brierley em parceria com Larry Buttrose, também indicada para o Oscar de melhor roteiro adaptado.

O diretor Garth Davis faz um trabalho consistente, apesar de optar por determinados caminhos dramáticos corajosos demais para um simples filme de estúdio. Ao escolher contar os 45 minutos iniciais de sua história no idioma hindi, a linda e emocionante mensagem contida em Lion pode perder impacto entre o grande público, pouco afeito a idiomas diferentes do inglês.

Nada que tire o mérito de sua obra de estreia, no entanto. Lion é um ótimo filme, com atuações sólidas, bem fotografado e que se apoia no carisma de seus protagonistas (tanto Patel quanto o jovem Sunny Pawar dão um show) e nas emocionantes narrativas de encontros e desencontros que a vida nos proporciona.

Um prato cheio para quem está precisando amolecer o coração nesses tempos de amargura e dureza em que vivemos.

Lion – Uma Jornada para Casa, de Garth Davis
2016, Drama, 118′

Trailer

Imagens: Divulgação

Comentário