“Entrevista Aberta” traz Washington Olivetto

 

A próxima edição do projeto “Entrevista Aberta” recebe o publicitário Washington Olivetto. O encontro está marcado para o dia 7 de dezembro, das 11h às 13h30, na FNAC Pinheiros, em São Paulo.

 

Organizado pelo Jornalirismo em parceria com a livraria FNAC, o “Entrevista Aberta” convida o público a participar do debate, fazendo perguntas diretamente ao convidado. O encontro é gravado em áudio e vídeo e se transforma em matéria jornalística aqui, no Jornalirismo.

 

Olivetto é considerado o melhor profissional de criação da história da propaganda brasileira. Na WMcCann, agência que nasceu em abril de 2010 da união da W/Brasil com o grupo norte-americano McCann-Erickson, ele hoje ocupa o cargo de chairman e chefe criativo.



O publicitário Washington Olivetto: inventividade e ousadia

 

 

Washington Olivetto nasceu em 29 de setembro de 1951, em São Paulo, filho de Dona Antonia e Seu Virso. Começou na profissão de redator publicitário em 1971, aos 19 anos, com o primeiro estágio, na criação da Harding Gimenez Publicidade (HGP).

 

Cabe a Olivetto, então na agência DPZ, o crédito do primeiro Leão de Ouro para o Brasil no Festival de Publicidade de Cannes, o mais prestigiado no mundo até hoje. Foi com o filme Homem de 40 Anos, em 1975, dirigido pelo argentino radicado no Brasil Andrés Bukowinski, para campanha institucional assinada pelo Conselho Nacional de Propaganda.

 

Com uma sequência de fotos em preto e branco de homens que fizeram sucesso apenas depois dos 40 anos, como Picasso, Frank Sinatra, Louis Armstrong e Einstein, o filme falava criticamente do preconceito contra homens mais velhos no mercado de trabalho. E exigia: “Empregador: tire dos anúncios classificados da sua empresa aquela frase com o preconceito em negrito: idade máxima quarenta anos. E procure descobrir o talento e a vontade de trabalhar que podem estar escondidos dentro de uma cabeça coberta de cabelos brancos. Lembre-se que todos os homens que você viu aqui fizeram sucesso bem depois dos quarenta”.

 

Filme Homem de 40 Anos:

 

Também na DPZ, em 1978, Olivetto criaria, em dupla com o diretor de arte Francesc Petit, uma das campanhas mais memoráveis, e a mais longeva, da história: Garoto Bombril. O ator Carlos Moreno reunia gentileza, simpatia e humildade e pedia licença para entrar na casa do consumidor, ou consumidora.

 

Um dos primeiros filmes do Garoto Bombril:

 

Washington Olivetto participaria ainda, como redator ou diretor de criação, de muitas outras campanhas que marcaram época no país, como os filmes publicitários Hitler, para a Folha de S.Paulo; Primeiro Sutiã, para a Valisère; e A Semana, para a revista Época.

 

O publicitário é também autor de livros de sucesso, como Os piores textos de Washington Olivetto (Planeta, 2004), Corinthians é preto no branco (Ediouro, 2005, em parceria com Nirlando Beirão), O que a vida me ensinou – Credibilidade não se ganha. Conquista-se (Saraiva, 2011) e Só os patetas jantam mal na Disney (Panda Books, 2011).

 

Participe do “Entrevista Aberta” com Olivetto. Confirme presença enviando e-mail para [email protected]

 

O quê: “Entrevista Aberta” com Washington Olivetto

Quando: Sábado, 7 de dezembro, das 11h às 13h30

Onde: FNAC Pinheiros (Praça dos Omaguás, 34, Pinheiros, São Paulo, SP), próximo do Metrô Faria Lima

Quanto: Entrada livre (confirme presença pelo e-mail [email protected])

Realização: JornalirismoFNAC

Patrocínio: WMcCann

Apoio: EventarMaxpressBoa Media, El Shamah Cult Cultura

Apoio de mídia: Blue Bus

 

Foto: Divulgação

 

Comentário