O país do lobby

Querido Henfil,

Mande notícias do céu. Por aqui vamos sediar a Copa do Mundo de futebol de 2014, estamos em pleno desenvolvimento, estamos emprestando até dinheiro ao Fundo Monetário Internacional e nossa economia está uma bomba, ou melhor, bombando.

O Brasil é o retrato da modernidade. Ainda que exista um pouquinho de fome aqui e ali, um analfabetozinho aqui e outro ali e uma corrupçãozinha no país inteiro, vamos sediar a Copa do Mundo. Somos pentacampeões de futebol e nossos homens públicos dominam a “arte” de fazer um lobby.

Os caras são verdadeiros “craques” e assim os estádios estarão de pé num piscar de olhos – ou num desviozinho de verba aqui e outro ali. Mas por falar em lobby, dizem que prêmios de música, de literatura e outros que tais são regidos por interesses de gravadoras, editoras e assim os vencedores já estão determinados antes do julgamento. Será verdade? Parece que tudo não passa de uma grande jogada. Aviso: editoras e gravadoras que se sentirem ofendidas podem entrar em contato.

Há um jogo de interesses que paira no ar. O cidadão comum (o torcedor, o eleitor, o povo) é quem paga o pato ou o ganso – aliás, a primeira partida do Brasil na Copa América foi uma patacoada. Aviso: os torcedores que se sentirem ofendidos com o futebol brasileiro podem entrar também em contato, desta feita com a Confederação Brasileira de Futebol.

E se a CBF também estiver ofendida com denúncias de desvio de dinheiro, é direito seu (como entidade máxima e suprema do futebol tupiniquim, ora, ora) entrar em contato com a Fifa e se, por algum motivo, a Fifa também se sentir vilipendiada pela imprensa inglesa, é direito da instituição entrar em contato com o Vaticano, e se, por algum motivo (religioso ou não), o Vaticano for citado de maneira desonrosa, é juridicamente correto apelar para a Suprema Corte: Deus.

Sei, não, Henfil. Você, que está mais próximo do Criador, já deve saber qual será o castigo… Acho que, para se livrar, eles deveriam fazer um lobbyzinho por aqui mesmo… Acho que o Criador vai dar uma sova em todos eles… Sabe como é… Vara de marmelo no lombo até urinarem sobre os tecidos que os cobrem. Sei não…

Os caras pensam que nós somos patos. Se fôssemos patos, jogaríamos em um grande clube italiano, ganharíamos salários milionários e jamais seríamos temas das notícias de trânsito – a Paulista ficaria livre de nós; e nós, livres das balas de borracha, do gás lacrimogêneo e de pimenta. Que tal uma borrifadinha de gás de pimenta nos olhos dos políticos? Pimenta nos olhos dos outros é refresco.

Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Alguém vai ter que pagar a conta.

 

Um comentário para “O país do lobby”

  1. Maria Eduarda Guelfi

    Palhaçada misturada com a falta de educação.
    Está claro que ‘cidadãos comuns’, como foi colocado pelo site,não têm muitas oportunidades ou vantagens que são oferecidos a alguns.Enquanto muitos são desamparados pelo governo e pela sociedade, alguns procuram dinheiro para reformar estádios de futebol.Deixo uma pergunta: E o dinheiro para a reforma de hospitais, de escolas publicas e de outros meios que estão precisando de verba? É melhor continuar com a política do pão e circo e deixar a população entretida com as opções de lazer, pois assim elas não estarão preocupadas com o dinheiro que some sem explicação alguma e não questionarão a qualidade de vida delas, julgando assim, o governo como bom, pelo fato de trazer a copa ao Brasil.

Comentário