Bacante

Línguas de fogo ardem pelos meus desejos

Abrasar-me em teus abraços

Acabar-me em teus beijos

Mergulhar em rios abençoados por Baco

 

Eis-me entregue

Ancorada em tuas pernas

Sigo teus passos

Segura em teu braço

 

Hoje, serei a mais amante

Infante, a mais bacante

Matarás a saudade em meu sorriso

Serei, pois, o teu poema mais lascivo

 

 

Foto: Keli Vasconcelos

 

Comentário