Exercício

Entre as ações do tempo na vida da gente, a alma enferrujada é a mais bizarra. Porque a ordem natural das coisas é: down pro corpo, up pra mente/intelecto/personalidade. Ou seja: todo o recheio vai evoluindo enquanto a cobertura dá aquela decaída básica. O.k.
Agora, o inverso é deprê pra caramba. Engraçado é que a gente encolhe a barriga, mas não tem vergonha de expor uma mentalidade completamente fora de forma. Um desfile de corpos sarados e mentes sedentárias.
Se o conjunto da obra determinasse padrão de beleza, ninguém – ninguém, mesmo – teria coragem de posar nu. Eu trocaria fácil um abdômen tanquinho por determinação pra deixar de empurrar certas coisas com a barriga. Porque, pra melhorar o corpitcho, basta malhar, mas condicionar a mente é bem mais suado, colega. Dá um trabalho danado mexer em coisas que incomodam. E, afinal, a gente vive tão bem disfarçando. É como usar uma bata descoladérrima. Você fica linda com ela, mas, cá entre nós: por baixo dos panos sabe que não é aquilo tudo.
Como é que ninguém pensou ainda em abrir uma “academia” pra baixar o percentual de gordura, digo, tranqueiras internas? Terapia não. Terapia é muito fácil. Fica tudo ali entre você e o “personal trainer”. Teria que ser um lugar em que as nossas fragilidades e imperfeições ficassem à mostra, como uma pança pulando pra fora do jeans.
Por lá desfilariam tipos como aquele tio executivo, que há meses exercita a humildade, mas depois do treino lambe o cabelo e sai se achando o fodão de sempre. Típico caso do gordinho que passa a vida tentando emagrecer. Faria a matrícula também aquela modelo com o cérebro praticamente lipoaspirado. A galera preconceituosa, a turma do “vou levando assim mesmo”. Eu e você também, baby. Pode preparar a 3×4 pra carteirinha.
Aprender a dizer não: três séries de 15 na frente do espelho. Não! Respira. Não! Respira. Não! Respira. Parar de carregar o mundo nas costas: levante uma barra sem anilhas. Leve? A vida também pode ser.
Os exercícios aeróbicos são indispensáveis. Pendure na frente da esteira a foto daquele ser que habita os seus sonhos. É excelente pra mostrar que, quando se procura a felicidade correndo atrás de alguém, a gente anda, anda e não vai a lugar nenhum.
Mas o carro chefe da “academia” seria o exercício mais simples de todos. A Body Systems criaria uma versão coreografada e ganharia muita grana com ele. Trata-se de um método revolucionário pra ver que o mundo não gira em torno do umbigo da gente. Levante a camisa e observe: não gi-ra. É isso. Prático, sem ajuda de aparelhos, e queima o ego pra caramba. Comece com três séries de 1.500 pela manhã, antes de ir trabalhar.
Ufa! Será que malhando direitinho dá pra ficar com o interior sarado pra próxima encarnação? E não dá pra relaxar. A vida é como aquele instrutor carrasco da academia, que aumenta a carga assim que a gente acostuma com ela.
 

11 comentários para “Exercício”

  1. Bárbara de Sa

    Texto maravilhoso;
    Muito bem escrito.

  2. FábioEscorpião

    Pois é.

    Eu sei, você sabe: tudo em volta, nesses tempos estranhos, está projetado e preparado, apontando na direção do aprimoramento [b]físico[/b] (fique magro, fique belo, não se arrisque, não fume, não beba, cuidado com isso e aquilo, não morra de gripe suína).

    De aprimoramento MENTAL ninguém fala, não. Espiritual, muito menos.

    Não há problema em ser idiota. Crime é não ser sarado ou acender cigarro em lugar errado! 🙂

  3. Fabrício

    Belíssimo texto. Leve e denso.

  4. Benito Schaefer

    Cutucou no meu calo. Quando é que abre a academia?
    🙂

  5. Saulo Santos

    Excelente crônica!

  6. Daniela

    Amiga!!!
    como essa pessoa não vai saber escrever, se desde que a conheço ela escrevia seus milhares de cadernos de poesias e cartinhas pra ficar de bem com a amiga Dani Aqui…rsssssss Sei da tua garra e compet~encia e não é pra qquer um não… amiga parabéns, continua danod orgulho pros teus amigos, parentes e em primeirissimo lugar pra tua familia que é linda…bjão TE AMO AMIGA KATY!!!

  7. Giórgia

    oia.. minha barriga tanquinho foi esculpida graças a uma decisão que demorei 15 anos pra tomar. Demorou, mas consegui.
    Só nós podemos mudar a nossa história 🙂
    Beijos!

  8. Michelle Araújo

    Que ideia maravilhosa! Consegui "ver" uma terapia em grupo revolucionária, com exercícios práticos e resultados visíveis para todos.
    A propósito, o exercício do umbigo faria o maior sucesso entre os publicitários… 🙂
    Parabéns!

  9. Alemão Rodrigues

    Gostei da esteira dos sonhos.
    Muito bom!
    bj!

  10. Thalita Mirkiewiecz

    Maravilhoso texto. Sou professora de física, mas passarei para os meus alunos! Mt bom!

  11. Roberta Beck

    Muito pertinente essa comparação.

    Nesse "academia" tem também aqueles que adoram "malhar" os outros, mas que não tem "espelho" pra se enxergar.

    É isso aí, Katy. Boas tecladas, excelente crônica.
    Escreve muito essa menina!

    Bjs,

    Roberta

Comentário