Pedaços

sou a mãe do matriarcado
sou marcada para morrer, para viver
de amores vãos

sou um pedaço da lua, uma terra
ressecada que embaraça
as mãos

sou lunática, uma fã
do mármore negro, a fé
dos sãos

sou fanática de luz
sou ao fim das contas
a escuridão

Créditos da imagem: https://heridamc.wordpress.com

Comentário