Quebra-cabeça

 

Para mim não basta
Como a tantos outros
Simplesmente basta
Somar desencontros.

Preciso e já sei
Que o que preciso é
Peça que não sei,
Que há, está e é.

Há quem tente em vão
Montar sem quebrar
A cabeça e não
Conseguir montar.

Mas eu, eu monto certo,
Lento, reto e sofro
Por estar mais certo
De que assim decifro.

E que assim descubro
Peça certa fêmea,
Quebro, monto e cubro
Minha cifra gêmea.

Esses outros tolos,
Pobres tentadores
Fracassados ídolos
Corações sem dores.

Nada sabem disso
Que é quebrar cabeça
Pois, para com isso
Basta qualquer peça.

Mas eu, eu espreito,
Pois talvez a peça
Saiba meu defeito,
De ser dela a peça
Certa.

 

Comentário