Viva o silêncio!

Ele pode ser a ausência de palavras, mas não a ausência de pensamentos.

Talvez até a distância, mas não o esquecimento.

Com ele, não existe solidão.

Ele dialoga com a alma.

No silêncio, ouvem-se as vozes internas do nosso ser.

E na verdade não há silêncio algum.

O mundo interior fala mais alto, grita e se faz presente.

É o momento das indagações, quando as respostas surgem.

É o momento da criação, quando o inesperado acontece.

Da conotação negativa, o silêncio renasce com a conotação positiva.

Ele produz, constrói, renova e orienta.  

Com sua suposta tranquilidade, impõe um turbilhão de ideias e sensações.

Permite uma série de reflexões e percepções.

Para isso é preciso saber ouvi-lo e deixá-lo falar.

4 comentários para “Viva o silêncio!”

  1. Aline Ramos

    Silencio.
    Meu companheiro!!! boa definição.

  2. luciana

    oi andreia
    é dificil ouvir o silencio, sobretudo aceita´-lo bjs lu

  3. Sônia Maria

    Bela reflexão sobre o silêncio na sociedade dos espetáculos nesse século! Delicado e sensível. Sônia.

  4. David Medeiros

    O SILÊNCIO
    Obrigado Andréia por "disseretar" sobre o silêncio. O silêncio, como um amigo de verdade, que insiste em estar ao nosso lado numa cidade onde reina o barulho. Suas palavras foram silenciosas. Isto é proporcionar o aumento de nossa espiritualidade, é criar um vácuo nesta teia conturbada que é a internet. Você me faz pensar que eu devo conversar mais com as pedras.

Comentário